PQN - O Portal da Comunicação
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
PQN - O Portal da Comunicação
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
 

Login

 
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
 
Pessoa
 
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
 

Galeria PQN

Galeria1
 
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
 
 
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
 
 
 
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
 

Enquete

 
 
 
 
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
 
O novo paradigma digital: o futuro das aplicações conversacionais PDF Imprimir E-mail
César S. Cesar   
12-Jun-2017
Todos nós temos acompanhado o grande sucesso dos chatbots. Eles estão na internet, na mídia, por toda a parte. Mas por que tanto destaque? Primeiro, porque eles são espetaculares para automatizar o atendimento receptivo. Há estudos que mostram que os chatbots são capazes de responder automaticamente até 80% das demandas de áreas de atendimento. Por outro lado, na maioria das vezes ainda são uma espécie de URA, exigindo que os consumidores naveguem em opções pré-determinadas usando botões ou keywords. Priorizar o tapping before typing tem sido a estratégia inicial das empresas para desenvolver estas aplicações, construídas em sua maioria sobre plataformas de mensagens de texto.


Mas essa forma de utilização dos chatbots é só o começo. Tende a se transformar muito nos próximos anos, sem que a maioria das pessoas tenha percebido o tamanho impacto que a evolução dos chatbots terá em suas vidas e seus negócios. Nos próximos cinco anos, a tecnologia vai evoluir para um conceito chamado de aplicações conversacionais, possíveis a partir da junção entre inteligência artificial, big data, mobile e evolução da mensageria - que nasceu com o ICQ e o SMS e foi evoluindo com os aplicativos de instant messages nos celulares, até que ultrapassasse as redes sociais em preferência e somasse 6 bilhões de usuários em todo o mundo.


A inteligência artificial, que nasceu na década de 1950 e deu saltos quânticos de qualidade a partir de 2011, está prestes a atingir a destreza humana em tarefas que envolvem linguagem natural (tradução multilíngue, compreensão de intenções em textos, reconhecimento e sintetização de voz). Isto faz com que seja possível reconhecer - em uma conversa do consumidor com o chatbot da sua empresa - o que ele está requisitando. O chatbot transforma o pedido em comandos de software que, após processados, formam uma resposta ao consumidor, também em linguagem natural.


Por exemplo, o consumidor manda uma mensagem para o chatbot da sua empresa dizendo que quer a segunda via da sua fatura. O chatbot responde “certo, aqui está a linha digitável”. O aplicativo de mensagem já realiza a autenticação e fornece os dados do consumidor para o chatbot, que localiza a conta no sistema da empresa e emite a segunda via da fatura, retornando o código de barras. Esse processo – que demorou muito menos de minuto numa aplicação conversacional – seria assim hoje, caso realizado no website ou app da empresa:


Digita o nome da empresa no Google, clica no link correspondente e chega ao site. "Que senha usei aqui?”. Clica em esqueci minha senha. Vai no e-mail, volta para a aplicação, digita a senha, não entra, digita de novo, entra no site, procura onde está a opção de 2a via, vai em serviços, procura o boleto, gera o boleto, tenta copiar a linha digitável, não dá porque é imagem, tem de tirar foto da tela com a aplicação de mobile banking​, mas a câmera do celular não consegue focar... Ou seja, você vai demorar dez minutos, enquanto no chatbot a mesma aplicação demora alguns segundos.


Só que para desenvolver aplicações conversacionais, esta classe de software onde os chatbots estão incluídos, é importante entender alguns desafios, já solucionados pela tecnologia de mensageria: mapeamento dos fluxos de conversação, identificação das intenções dos consumidores, ativação de rotinas de processamento e formatação da resposta, que pode ser multimodal – por meio de interfaces de texto, voz ou visuais. Players de mensageria saem à frente por terem históricos de conversações que podem abranger décadas, pois eles podem ser utilizados para treinar os algoritmos de inteligência artificial para entender o que é uma intenção e quais são os parâmetros que qualificam esta intenção. A partir desse treinamento, a máquina é capaz de discernir conversas originadas por uma multiplicidade de pessoas e encontrar qual rotina irá processar a demanda - no exemplo, gerar a segunda via da fatura.


Um outro requisito importante das aplicações conversacionais é a integração aos sistemas de retaguarda, porque no momento em que se entendeu que a pessoa precisa da segunda via da fatura, qual sistema precisará ser conectado para resolver a demanda: um SAP? Geração de boletos? Gateway de pagamentos? Aplicação customizada? É preciso realizar as integrações para suportar cada intenção. E quanto mais se pode conversar com as aplicações, mais integrações serão necessárias. Por exemplo: “eu quero a segunda via da fatura e quero pagá-la com meu cartão de débito” - neste caso, a aplicação precisa estar integrada não só ao meu sistema de SAP, mas também ao gateway da operadora de cartões para fazer o pagamento.


No entanto, o avanço da tecnologia, e especificamente dos bots, não está restrito aos chatbots e ao atendimento receptivo. Existe uma outra classe de bots para o atendimento ativo que é muito funcional e eficiente, tanto para empresas quanto para o consumidor: os smarts agents.


Vamos pensar na seguinte situação: você não recebeu e esqueceu de pagar a fatura. Depois de quinze dias, o smart agent da operadora, desde que tenha permissão para conversar com você e a partir de informações do SAP, entra em contato no seu canal de mensagens preferido para lembrá-lo do pagamento, no momento mais apropriado, porque o agente, utilizando a plataforma de mensagens, conhece seu nome, suas preferências e entende quais são os momentos em que você está em casa, no trabalho, no trânsito.


A conversa com o smart agent, neste caso, seria algo como:


- Oi, fulano! Tudo bem? Eu sou o agente virtual da sua operadora celular e queria te lembrar de que a sua fatura no valor x está pendente. Você gostaria de realizar o pagamento agora?

- Sim.

- Como você gostaria de pagar?

- Com o meu cartão de débito.

- Já tenho ele registrado, por favor me passe o 4 últimos números.

- ****

- Obrigado! Sua fatura está paga. Segue o comprovante.


Isso só é possível porque a empresa aciona um agente para conversar com você com base nos conhecimentos que tem sobre você. E quanto mais dados armazenados – e aqui entra o big data -, mais oportunidades a companhia possui para criar agentes.


Conforme os agentes e chatbots criados pelas empresas crescerem em funcionalidades e começarem a abranger todas as funcionalidades dos apps e websites​, menor será a necessidade de navegação e maior será a integração com outro tipo de bot que está no celular ou em outros dispositivos – na verdade, uma mistura de chatbot e agente: os Virtual Private Assistants (VPAs) ou Assistentes Virtuais Pessoais, que são a Siri, o Google Assistant, a Cortana e a Alexa. Esses VPAs passarão a conversar com os chatbots dos apps e dos sites para resolver os seus problemas, porque têm um conhecimento profundo sobre você. Retomando o vencimento da fatura, o processo será resolvido em instantes, porque você dirá ao VPA “paga minha fatura do celular” e ele responderá “ok, está paga”. Esse é o futuro das aplicações conversacionais.
 

*Cesar S. Cesar é Chief Product & Marketing Officer da Zenvia, empresa brasileira líder em comunicação corporativa via mensagens móveis

 
< Anterior   Próximo >
 
 
fornadas
AGENDA DE CONCERTOS DOS ÓRGÃOS HISTÓRICOS DE MINAS GERAIS - FEVEREIRO DE 2018
CONVERSO COMUNICAÇÃO - 19/02/2018

Exemplar do século XVIII, o órgão da Matriz foi encomendado em 1785 ao organeiro português Simão Fernandes Coutinho, na cidade do Porto. A Vila de São José do Rio das Mortes, nossa atual Tiradentes, vivia a efervescência musical do período barroco e o órgão acompanharia a liturgia e as celebrações familiares. 
 
LIGA DOS BLOCOS DE CARNAVAL DE OURO PRETO PROMOVE FESTA INESQUECÍVEL NO CARNAVAL 2018
CONVERSO COMUNICAÇÃO - 19/02/2018

Foram quatro dias muito intensos, com festa e descontração para todos os gostos. A 
Liga dos Blocos de Carnaval de Ouro Preto, formada pelos Bloco do Caixão, Bloco Cabrobró, Bloco da Praia e Bloco Chapado, trouxe diversas atrações para animar os foliões. Passaram pelo palco Pabllo Vittar, MC Livinho, MC Lan, DJ Yuri Martins (Bloco do Caixão); Nego do Borel, Chapeleiro, Molejo (Bloco Cabrobró); MC Kevinho, Alexandre Peixe, Felguk (Bloco da Praia); e Dennis Intense, Tuca Fernandes, Efinito, DJ Trevizano (Bloco Chapado). A Liga começa a trabalhar, desde já, na construção da festa de 2019.
 
CORI-MG ATUA NO PROGRAMA CONCILIA BR-381 E ANEL
PREFÁCIO COMUNICAÇÃO - 19/02/2018

O vice-presidente do Colégio Registral Imobiliário de Minas Gerais (CORI-MG), Francisco José Rezende dos Santos, participou da primeira entrega do Concilia BR-381 e Anel, programa do qual a entidade é parceira. Em fevereiro, 20 famílias que viviam às margens do Anel Rodoviário de Belo Horizonte receberam os títulos de propriedade de suas novas casas. A entrega foi feita no Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG).
 
CHEF EDSON PUIATI FAZ AULA SHOW GRATUITA
REDE COMUNICAÇÃO DE RESULTADO - 19/02/2018

Apreciadores e interessados em gastronomia poderão participar de um encontro com o chef de cozinha Edson Puiati, no dia 20 de fevereiro (terça-feira), das 14h às 16h, na Cozinha Escola Mineiraria Mercado Central. O espaço fica localizado na parte central do estacionamento do Mercado Central de Belo Horizonte. Para participar, basta fazer a inscrição prévia pelo siteuna.br/encontrocompuiati.  A entrada é gratuita, porém as vagas são limitadas.
 
BH RECEBE ESPETÁCULO BOCA DE OURO, DE NELSON RODRIGUES, COM MALVINO SALVADOR
ÁRVORE GESTÃO DE RELACIONAMENTO - 19/02/2018

Um lendário bicheiro carioca, figura temida e megalomaníaca, que carrega o nome de Boca de Ouro, é assassinado e tem o seu passado vasculhado por um repórter. A fonte da investigação é dona Guigui, ex-amante do contraventor, mulher que, ao longo da peça, revela diferentes e contraditórias versões do bicheiro. Este é o mote da tragédia 
carioca “Boca de Ouro”, de Nelson Rodrigues, escrita em 1959, cujo papel-título é vivido por Malvino Salvador, na montagem de Gabriel Villela, e que chega a Belo Horizonte para apresentações nos dias 17 e 18 de março (sábado às 21h e domingo às 19h), no Grande Teatro do Palácio das Artes. Estão ainda no elenco Mel Lisboa e Claudio Fontana, Lavínia Pannunzio, Leonardo Ventura e Chico Carvalho, além de Cacá Toledo e Guilherme Bueno, Jonatan Harold e Mariana Elisabetsky, interpretando as 14 canções do espetáculo.
 
UNIBH EXPANDE PORTFÓLIO DE CURSOS DO CAMPUS CRISTIANO MACHADO
REDE COMUNICAÇÃO DE RESULTADO - 19/02/2018

O UniBH, um dos principais Centros Universitários de Belo Horizonte, passou a oferecer neste primeiro semestre de 2018, os cursos de Direito e Psicologia no campus Cristiano Machado. A expansão atende a crescente demanda de atendimento recebida pela Instituição na região norte.
 
FALEIRO EXPANDE PARCERIA COM DROGARIA ARAÚJO
PRESOTI COMUNICAÇÃO - 19/02/2018

A indústria Faleiro, uma das líderes em serviços de alimentação no Brasil e a maior de Minas Gerais, fechou o ano de 2017 com mais uma grande novidade para o consumidor. A empresa ampliou sua parceria com a Araújo. A Faleiro, única indústria do setor a fabricar salgados em embalagens individuais com ATM (Atmosfera Modificada) proporcionando maior tempo de armazenamento sob refrigeração, que já fornecia salgados lanche individuais, sobremesas e refeições para mais de 90 pontos de venda da Drogaria, passa agora a distribuir também sua nova linha de salgados coquetéis em embalagens de 400g.
 
GESTANTES E LACTANTES DEVEM SE VACINAR CONTRA A FEBRE AMARELA EM MINAS GERAIS
ÁRVORE GESTÃO DE RELACIONAMENTO - 19/02/2018

Os números alarmantes de casos de febre amarela em Minas Gerais motivaram o Ministério da Saúde (MS) a prestar mais atenção em um grupo de risco importante: as gestantes e lactantes. Em função disso, a Secretaria de Estado de Saúde e a Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte mudaram as regras de contraindicação e liberaram a vacinação desse público sem recomendação médica formal.
 A triagem está sendo feita pelas enfermeiras do posto. Até então, a dose não era recomendada para as gestantes e lactantes, pois não havia risco de surto no Estado.
 
EMPRESÁRIOS E DIRIGENTES DE EMPRESAS SE REÚNEM PARA O “5º RETIRO ESPIRITUAL”
INTERFACE COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL - 19/02/2018

Entre os dias 2 e 4 de março de 2018, a Associação de Dirigentes Cristãos de Empresa, (ADCE Brasil),
 com apoio da CNBB – Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, e com a participação das ADCEs regionais de todo o Brasil, promovem em conjunto, o 5º Retiro para Empresários, na Pousada do Bom Jesus, no Santuário Nacional de Aparecida, no estado de São Paulo.
 
PORTO SEGURO DIVULGA RESULTADOS DO QUARTO TRIMESTRE DE 2017
PESSOA AGÊNCIA DE RELAÇÕES PÚBLICAS - 19/02/2018

Apesar do final da recessão econômica no segundo semestre de 2017, o Brasil sofreu com os efeitos da crise. A demanda enfraquecida, o aumento da criminalidade em alguns estados, a forte queda na taxa de juros e o ambiente competitivo acirrado no
seguro auto foram fatores desafiadores para a indústria de seguros. Entretanto, a Porto Seguro conseguiu expandir suas receitas em todas as principais linhas de negócio. 
 
 
 
 
 
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
 
© 2018 PQN - O Portal da Comunicação
Enviar Whatsapp Enviar Email Praça Raul Soares, 8 Sl 1201 - Centro - CEP 30180-030 - Belo Horizonte - MG - Tel.: 31 2127 4651
Design : StudentsDesign.de PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
 
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação