PQN - O Portal da Comunicação
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
PQN - O Portal da Comunicação
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
 

Login

 
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
 
Outra Visão
 
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
 

Galeria PQN

Ricardo Cardin
 
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
 
 
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
 
Converso
 
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
 

Enquete

 
 
 
 
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
 
O novo paradigma digital: o futuro das aplicações conversacionais PDF Imprimir E-mail
César S. Cesar   
12-Jun-2017
Todos nós temos acompanhado o grande sucesso dos chatbots. Eles estão na internet, na mídia, por toda a parte. Mas por que tanto destaque? Primeiro, porque eles são espetaculares para automatizar o atendimento receptivo. Há estudos que mostram que os chatbots são capazes de responder automaticamente até 80% das demandas de áreas de atendimento. Por outro lado, na maioria das vezes ainda são uma espécie de URA, exigindo que os consumidores naveguem em opções pré-determinadas usando botões ou keywords. Priorizar o tapping before typing tem sido a estratégia inicial das empresas para desenvolver estas aplicações, construídas em sua maioria sobre plataformas de mensagens de texto.


Mas essa forma de utilização dos chatbots é só o começo. Tende a se transformar muito nos próximos anos, sem que a maioria das pessoas tenha percebido o tamanho impacto que a evolução dos chatbots terá em suas vidas e seus negócios. Nos próximos cinco anos, a tecnologia vai evoluir para um conceito chamado de aplicações conversacionais, possíveis a partir da junção entre inteligência artificial, big data, mobile e evolução da mensageria - que nasceu com o ICQ e o SMS e foi evoluindo com os aplicativos de instant messages nos celulares, até que ultrapassasse as redes sociais em preferência e somasse 6 bilhões de usuários em todo o mundo.


A inteligência artificial, que nasceu na década de 1950 e deu saltos quânticos de qualidade a partir de 2011, está prestes a atingir a destreza humana em tarefas que envolvem linguagem natural (tradução multilíngue, compreensão de intenções em textos, reconhecimento e sintetização de voz). Isto faz com que seja possível reconhecer - em uma conversa do consumidor com o chatbot da sua empresa - o que ele está requisitando. O chatbot transforma o pedido em comandos de software que, após processados, formam uma resposta ao consumidor, também em linguagem natural.


Por exemplo, o consumidor manda uma mensagem para o chatbot da sua empresa dizendo que quer a segunda via da sua fatura. O chatbot responde “certo, aqui está a linha digitável”. O aplicativo de mensagem já realiza a autenticação e fornece os dados do consumidor para o chatbot, que localiza a conta no sistema da empresa e emite a segunda via da fatura, retornando o código de barras. Esse processo – que demorou muito menos de minuto numa aplicação conversacional – seria assim hoje, caso realizado no website ou app da empresa:


Digita o nome da empresa no Google, clica no link correspondente e chega ao site. "Que senha usei aqui?”. Clica em esqueci minha senha. Vai no e-mail, volta para a aplicação, digita a senha, não entra, digita de novo, entra no site, procura onde está a opção de 2a via, vai em serviços, procura o boleto, gera o boleto, tenta copiar a linha digitável, não dá porque é imagem, tem de tirar foto da tela com a aplicação de mobile banking​, mas a câmera do celular não consegue focar... Ou seja, você vai demorar dez minutos, enquanto no chatbot a mesma aplicação demora alguns segundos.


Só que para desenvolver aplicações conversacionais, esta classe de software onde os chatbots estão incluídos, é importante entender alguns desafios, já solucionados pela tecnologia de mensageria: mapeamento dos fluxos de conversação, identificação das intenções dos consumidores, ativação de rotinas de processamento e formatação da resposta, que pode ser multimodal – por meio de interfaces de texto, voz ou visuais. Players de mensageria saem à frente por terem históricos de conversações que podem abranger décadas, pois eles podem ser utilizados para treinar os algoritmos de inteligência artificial para entender o que é uma intenção e quais são os parâmetros que qualificam esta intenção. A partir desse treinamento, a máquina é capaz de discernir conversas originadas por uma multiplicidade de pessoas e encontrar qual rotina irá processar a demanda - no exemplo, gerar a segunda via da fatura.


Um outro requisito importante das aplicações conversacionais é a integração aos sistemas de retaguarda, porque no momento em que se entendeu que a pessoa precisa da segunda via da fatura, qual sistema precisará ser conectado para resolver a demanda: um SAP? Geração de boletos? Gateway de pagamentos? Aplicação customizada? É preciso realizar as integrações para suportar cada intenção. E quanto mais se pode conversar com as aplicações, mais integrações serão necessárias. Por exemplo: “eu quero a segunda via da fatura e quero pagá-la com meu cartão de débito” - neste caso, a aplicação precisa estar integrada não só ao meu sistema de SAP, mas também ao gateway da operadora de cartões para fazer o pagamento.


No entanto, o avanço da tecnologia, e especificamente dos bots, não está restrito aos chatbots e ao atendimento receptivo. Existe uma outra classe de bots para o atendimento ativo que é muito funcional e eficiente, tanto para empresas quanto para o consumidor: os smarts agents.


Vamos pensar na seguinte situação: você não recebeu e esqueceu de pagar a fatura. Depois de quinze dias, o smart agent da operadora, desde que tenha permissão para conversar com você e a partir de informações do SAP, entra em contato no seu canal de mensagens preferido para lembrá-lo do pagamento, no momento mais apropriado, porque o agente, utilizando a plataforma de mensagens, conhece seu nome, suas preferências e entende quais são os momentos em que você está em casa, no trabalho, no trânsito.


A conversa com o smart agent, neste caso, seria algo como:


- Oi, fulano! Tudo bem? Eu sou o agente virtual da sua operadora celular e queria te lembrar de que a sua fatura no valor x está pendente. Você gostaria de realizar o pagamento agora?

- Sim.

- Como você gostaria de pagar?

- Com o meu cartão de débito.

- Já tenho ele registrado, por favor me passe o 4 últimos números.

- ****

- Obrigado! Sua fatura está paga. Segue o comprovante.


Isso só é possível porque a empresa aciona um agente para conversar com você com base nos conhecimentos que tem sobre você. E quanto mais dados armazenados – e aqui entra o big data -, mais oportunidades a companhia possui para criar agentes.


Conforme os agentes e chatbots criados pelas empresas crescerem em funcionalidades e começarem a abranger todas as funcionalidades dos apps e websites​, menor será a necessidade de navegação e maior será a integração com outro tipo de bot que está no celular ou em outros dispositivos – na verdade, uma mistura de chatbot e agente: os Virtual Private Assistants (VPAs) ou Assistentes Virtuais Pessoais, que são a Siri, o Google Assistant, a Cortana e a Alexa. Esses VPAs passarão a conversar com os chatbots dos apps e dos sites para resolver os seus problemas, porque têm um conhecimento profundo sobre você. Retomando o vencimento da fatura, o processo será resolvido em instantes, porque você dirá ao VPA “paga minha fatura do celular” e ele responderá “ok, está paga”. Esse é o futuro das aplicações conversacionais.
 

*Cesar S. Cesar é Chief Product & Marketing Officer da Zenvia, empresa brasileira líder em comunicação corporativa via mensagens móveis

 
< Anterior   Próximo >
 
 
fornadas
TRÊS STARTUPS DO UNIBH CONCORREM AO PRÊMIO DO ÂNIMA NEST
REDE COMUNICAÇÃO DE RESULTADO - 11/12/2017

Nesta quarta-feira, dia 13 de dezembro, Belo Horizonte receberá a final do Ânima Nest, programa de pré-aceleração de startups do grupo Ânima Educação. Entre os finalistas, estão três projetos desenvolvidos por alunos do UniBH que serão apresentados para uma banca julgadora composta por membros da Ânima e convidados externos, que vão escolher os primeiros colocados. A premiação inclui viagens para conhecer ecossistemas de inovação nacionais e internacionais. O evento será realizado às 19h, no SEED (Startups and Entrepreneurship Ecosystem Development), na Praça Rui Barbosa, 104.
 
MATRIZ DE SANTO ANTÔNIO, EM ITATIAIA (OURO BRANCO/MG) ESTÁ ABERTA À VISITAÇÃO
CONVERSO COMUNICAÇÃO - 11/12/2017

Todo o trabalho de restauro da Matriz de Itatiaia, em Ouro Branco/MG pode ser visto por turistas e interessados em cultura e arte barroca. A igreja está aberta a visitação de sexta a domingo, das 9h às 16h. O valor do ingresso é R$ 5,00. Há gratuidade para a comunidade de Itatiaia e para crianças de até cinco anos. O valor arrecadado é utilizado pela Associação Sócio Cultural Os Bem-Te-Vis exclusivamente para a conservação e preservação  da igreja, para que sempre seja possível que pessoas conheçam a história, a arquitetura e a arte da Matriz.
 
CARLINHOS BROWN É HOMENAGEADO PELO BAIANAS OZADAS
ETC COMUNICAÇÃO - 11/12/2017

Um dos expoentes do Carnaval de Belo Horizonte, o Baianas Ozadas transforma a capital mineira em um pedaço de Salvador, sempre prestando tributo a música baiana. Em 2018 não será diferente. Com o tema "Pinte no CarnaBrown”, o bloco desfila na segunda de folia homenageando o músico Carlinhos Brown, que completa 40 anos de carreira.
 
CIRCO DA GENTE APRESENTA O ESPETÁCULO “TAMANHO FAMÍLIA”
CONVERSO COMUNICAÇÃO - 11/12/2017

O último mês de 2017 já está batendo em nossas portas, e, como não podia faltar, dezembro traz a mostra artística do 
Projeto Circo da Gente, Projeto de Extensão da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), desenvolvido pela OCA – Organização Cultural Ambiental.
 
AGENDA DE CONCERTOS DOS ÓRGÃOS HISTÓRICOS DE MINAS GERAIS - DEZEMBRO DE 2017
CONVERSO COMUNICAÇÃO - 11/12/2017

Restaurado agora de modo pleno, o órgão da Matriz de Santo Antônio é motivo de orgulho. Voltou a ser um dos centros da vida comunitária, religiosa, cultural e musical da cidade de Tiradentes. 
 
CEIAS DE NATAL E RÉVEILLON NO SARGAS
OUTRA VISÃO COMUNICAÇÃO - 11/12/2017

O Sargas Restaurante (
Av. do Contorno, 7325 – Lourdes), no Mercure Hotel Belo Horizonte Lourdes, é um dos poucos endereços na capital mineira que oferece tradicionalmente ceias de Natal e Réveillon. “Desde a inauguração do restaurante, há 16 anos, promovemos as festas de final de ano. Sempre é um sucesso de público”, ressalta o gerente geral do restaurante, Luis Veríssimo. “São alternativas para os clientes que buscam uma noite agradável com família ou seu par, com boas opções gastronômicas, fugindo do propósito de festas ou baladas”, completa. Para a noite do Natal, de entrada, antepastos com bruschettas, canapés, queijo Parmesão, queijo brie e geleia de frutas, creme de abóbora com crisps de carne de sol, manteiga com ervas, Sardela, patê de salmão e cesta de pães.
 
99 RECEBE DOAÇÕES DE BRINQUEDOS DE PASSAGEIROS EM CORRIDAS DE TÁXI E POP
REDE COMUNICAÇÃO DE RESULTADO - 11/12/2017

Seguindo o espírito natalino, a 99 - principal startup nacional de mobilidade urbana - vai ajudar os passageiros a doarem brinquedos para crianças carentes de todo o Brasil. Até o dia 17  de dezembro, a empresa promove a 2ª edição da campanha “Natal Solidário” em nove cidades brasileiras: São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Porto Alegre, Belo Horizonte, Goiânia, Salvador, Recife e Fortaleza.
 
UNIMED 3D CHEGA A 7ª EDIÇÃO
ÁRVORE GESTÃO DE RELACIONAMENTO - 11/12/2017

O Hotel Ouro Minas será palco da sétima edição do Unimed 3D, evento organizado pela Unimed Federação Minas, entre os dias 14 e 15 de dezembro. Com foco em despertar o olhar estratégico, a dimensão do negócio e o desafio das lideranças, o evento fará uma reflexão sobre o cenário político-econômico do país e seus desdobramentos e impactos na área da saúde e no cooperativismo.
 
DECISÃO ATACAREJO OFERECE CESTAS DE NATAL A PARTIR DE R$ 29,90
OUTRA VISÃO COMUNICAÇÃO - 11/12/2017

A rede de supermercado e atacado Decisão Atacarejo preparou três modelos de cestas de Natal para este final de ano. Com os valores de R$ 29,90 a R$ 99,90, as cestas têm de 16 a 24 itens. As cestas são montadas tendo em mente os itens com mais procura nesta época, tais como panetone, pão de mel, bombons, amendoim, biscoitos, bolos, pêssego em calda, suco, espumante e vinho, por exemplo. São produtos populares e de qualidade. A rede oferece cestas de natal há 16 anos. 
 
ÚLTIMA EDIÇÃO DE 2017 DA PALESTRA GRATUITA SOBRE COOPERATIVISMO
ETC COMUNICAÇÃO - 11/12/2017

Quem tem interesse em constituir uma cooperativa pode participar da última edição de 2017 da palestra gratuita Orientações Básicas sobre Cooperativismo, no dia 13 de dezembro, quarta-feira, a partir das 9 horas, na sede do Sistema Ocemg (Rua Ceará, 771 – Funcionários, Belo Horizonte). A iniciativa é aberta ao público e para participar, basta fazer o download da ficha de inscrição no site www.minasgerais.coop.br e enviá-la preenchida para o e-mail Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email
 
 
 
Pessoa
Prefácio
 
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
 
© 2017 PQN - O Portal da Comunicação
Enviar Whatsapp Enviar Email Praça Raul Soares, 8 Sl 1201 - Centro - CEP 30180-030 - Belo Horizonte - MG - Tel.: 31 2127 4651
Design : StudentsDesign.de PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
 
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação