PQN - O Portal da Comunicação
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
PQN - O Portal da Comunicação
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
 

Login

 
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
 
Outra Visão
 
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
 

Galeria PQN

Ricardo Cardin
 
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
 
 
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
 
Converso
 
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
 
 
 
 
 
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
 
Os desafios da assessoria de imprensa na era mobile PDF Imprimir E-mail
Talita Scotto   
30-Out-2017
Os acessos mobile crescem a cada ano e o consumo de conteúdo acontece a todo instante, mas, o smartphone continua sendo protagonista na comunicação 3.0. A pesquisa global International Data Corporation (IDC) Mobile Phone Tracker aponta que as empresas de telefonia forneceram quase 350 milhões de smartphones no mundo só no 1º trimestre de 2017. No Brasil, segundo o IBGE, 102 milhões de pessoas acessam a internet, sendo que o smartphone é o dispositivo utilizado por 89% das pessoas. 


Estamos vivendo na era do “Mobile-First Strategy”, que nada mais é do que a estratégia de comunicação pensada para o contexto mobile e a assessoria de imprensa também passa pela inevitável evolução desse conceito em suas abordagens.


Anos atrás, TVs e rádios, que reinavam como melhores canais para impactar o consumidor, hoje buscam fôlego para acompanhar a velocidade que a interação das telas do smartphone proporciona aos consumidores – e de forma absoluta. O consumo de conteúdo, seja ele por meio de reportagens, entrevistas, reviews de produtos, redes sociais, blogs ou content marketing, passou a acontecer na tela mobile. A comunicação é ágil, a visualização é rápida e a forma de consumir o conteúdo também mudou a maneira como as agências de comunicação definem suas estratégias de abordagens na mídia.


A evolução do comportamento humano com as telas é impactante na forma como a informação é consumida. Em média, uma pessoa olha seu celular cerca de 80 vezes ao dia, mas, esse número pode chegar a 150 vezes, dependendo do “micro momento” em que se está vivendo. E são nesses micro momentos que hoje a comunicação de uma marca deve atuar, interagir, engajar e reter.


A agência de comunicação que possui estratégia de assessoria de imprensa como know-how e já percebeu essa evolução natural, deve mudar sua forma de comunicar, avaliando o problema da marca e propondo soluções que, muitas vezes, não é só a imprensa tradicional que irá proporcionar. Mais do mesmo não vai evoluir para resultados.


Por dia, há inúmeros micro momentos e tomadas de decisões realizadas em telas menores, que também oferecem oportunidades de impacto com estratégias contínuas e interações constantes entre marcas e consumidores. Engana-se aquele que ainda defende o conceito de “assessoria de imprensa” apenas aquela agência que se comunica com jornalistas. A dinâmica mudou de forma abrupta e não é mais questão de evoluir para se manter competitivo, mas sim de chegar ao público-alvo do cliente de maneira relevante.


Reportagens em mídias tradicionais e publicações online se mantem relevantes e importantes dentro da estratégia de comunicação, mas conteúdos potenciais ganham um novo papel nessa jornada de consumo da informação e as demandas do marketing digital passam a atuar de maneira integrada ao trabalho da assessoria de imprensa.


Posts patrocinados, campanhas de engajamento, blogueiros e influenciadores digitais, empréstimos de produtos, produções de fotos e galerias de imagens, além do auxílio nas posições de destaque do Google, geração de leads, stories, content marketing, entre outras ações dinamizaram a maneira de levar conteúdo a quem vai consumi-lo.


A produção de releases deixou de ser a maneira mais eficaz de divulgar uma marca – continua sendo uma parte da estratégia – mas ganhou outros elementos para complementar seu objetivo: infográficos, imagens, gifs, vídeos, criação de eventos, download de fotos, stories, lives.


Nessa perspectiva, a integração na hora de comunicar é estratégia fundamental na era mobile e das informações e interações mutáveis, em que o consumidor não é apenas o receptor da mensagem, mas aquele que irá compartilhar, engajar e levar o conteúdo de marcas e negócios a diante.


Talita Scotto é diretora de comunicação da Agência Contatto, especializada em assessoria de imprensa, conteúdo e redes sociais. Está à frente do relacionamento de marcas nacionais e internacionais no país.
 

 
< Anterior   Próximo >
 
 
 
 
Presoti
 
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
 
© 2017 PQN - O Portal da Comunicação
portalpqn@pqn.com.br Rua da Bahia, 1345 - Sl 909 - Lourdes - Belo Horizonte - MG - Tel.: 31 2127 4651
Design : StudentsDesign.de PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
 
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação