PQN - O Portal da Comunicação
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
PQN - O Portal da Comunicação
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
 

Login

 
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
 
Pessoa
 
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
 

Galeria PQN

Ricardo Cardin
 
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
 
 
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
 
 
 
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
 

Enquete

 
 
 
 
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
 
Artificial Intelligence no Service Desk: futuro ou realidade? PDF Imprimir E-mail
André Pedrosa   
13-Nov-2017
O que parecia um filme de Hollywood – a convivência entre inteligência artificial e pessoas no ambiente de negócios – já é prática diária em algumas empresas. Esse é o caso do SEB, um dos maiores bancos da Suécia. Esta instituição conta com um Service Desk capaz de atender tanto correntistas (usuários externos) como funcionários (usuários internos). Com 150 anos de história e um modelo totalmente digital, o SEB foi um dos primeiros bancos do mundo a montar um service desk de TI formado em parte por pessoas, em parte por agentes virtuais.

Uma assistente virtual chamada “Ida” interage com os usuários de Internet e Mobile Banking, resolvendo com grande rapidez boa parte das chamadas técnicas. Segundo o SEB, a entrada em cena da Ida fez com que o tempo de resolução de uma chamada simples –  como realizar o reset da senha de acesso – tenha baixado de 20 para 4 minutos. Acima de Ida, um time de experts continua presente – são profissionais liberados de tarefas repetitivas, alocados, agora, na pesquisa e desenvolvimento de novos negócios e novas experiências digitais. No SEB, acontece a convivência entre profissionais de carne e osso e agentes virtuais que utilizam AI (Artificial Intelligence), Machine Learning (aprendizagem de máquina) e os já tradicionais BigData/Analytics para suportar o crescimento do banco em plena era da transformação digital.
 

Para os institutos de pesquisa de mercado, esse é um caminho sem volta. Em 2016, um relatório do Gartner sobre esse tema indicava que, até 2019, AI e Machine Learning serão uma realidade nos Service Desk das 2000 maiores empresas globais. Graças a esse avanço, o mix de pessoas e tecnologia ampliará a capacidade de atendimento (número de chamados) desses ambientes em até 30%.  O IDC, por outro lado, indica que, até 2019, este mercado valerá US$ 9,2 bilhões. 
 

AI tem o potencial de aprimorar a experiência do usuário final ao responder automaticamente às solicitações de Service Desk.
 
Muita gente acredita, por exemplo, que AI se adapta melhor a incidentes previsíveis e repetíveis (determinísticos), que seriam mais fáceis de se automatizar no Service Desk do que os mais complexos, variados e imprevisíveis (não determinísticos). Um chamado não determinístico, por outro lado, seria aquele que apresente múltiplas possíveis soluções e dependa da inteligência artificial analisar todas essas opções para selecionar a resolução mais provável. Algumas tecnologias já conseguem realizar esse salto e, diante de diversas variáveis, estudar qual o melhor caminho para fechar esse chamado.  O ponto chave, aqui, é a capacidade de aprendizagem da solução AI/Service Desk.
 

Num segundo momento, é fundamental avaliar, também, quão atraente e interativa é a interface desta plataforma – esse fator irá provocar um maior engajamento do usuário que busca o Service Desk.
 

Para o gestor de TI – agora, mais do que nunca, entregando serviços em velocidade digital a vários gestores de negócios –, a soma AI/Service Desk é avaliada, também, a partir de outras bases. Vale a pena buscar soluções capazes de prever o que ainda poderá ocorrer (incidentes futuros) com base em dados de tendências coletados como chamados de TI, FAQ e guias, bem como conteúdo gerado pelo usuário. Numa empresa de varejo, por exemplo, a AI aplicada à prevenção de incidentes futuros será algo de muito valor. Ficará mais fácil evitar crises (e a frustração do consumidor digital) em momentos de pico como Natal, dia das Mães, Black Friday, etc.
 

Para atingir essa meta, AI/Service Desk processa todo o histórico de chamados, interações com usuários e base de conhecimentos de uma organização, usando Analytics preditivos para contextualizar os dados e descobrir insights recomendados para chamados operacionais à equipe de TI. São sistemas que aprendem constantemente a cada interação, auxiliando a equipe por meio de preenchimento automático de campos de texto em formulários, sugestão de possíveis resoluções e outros aspectos da operação.
 

Usando processamento de linguagem natural (a capacidade de uma máquina simular os skills de comunicação de um ser humano), é possível incentivar o usuário final a tirar proveito dos recursos disponíveis de AI para encontrar soluções antes de abrir um chamado de suporte. Além disso, a busca usando texto preditivo ajuda a identificar os melhores repositórios de conhecimento e quais chamados são relevantes no histórico de incidentes da organização – algo importante até mesmo para orientar novos projetos/novos investimentos de TI.
 

Até mesmo a administração da base de dados do Service Desk passa a ser feita de outra maneira. Num banco como o SEB, a plataforma de AI realiza a criação automática do registro do chamado enquanto o técnico está ao telefone com o usuário. Isso retira das costas do profissional de TI uma tarefa mecânica, liberando-o para se focar em tarefas mais nobres.
 

Neste tópico, é impossível fugir à grande pergunta: se a AI implicará em demissões ou não. Segundo o Service Desk Institute – fórum global que reúne 25 mil profissionais ITIL –, não vale a pena pensar em AI como uma tendência “Nós x Eles” – e “Eles” seriam softwares avançadíssimos, com recursos de autoaprendizagem. Segundo o SDI, é impossível voltar atrás e vencerá quem compreender o binômio AI/Service Desk e, a partir daí, desenhar soluções com características como flexibilidade, repetibilidade, etc. Num país como o Brasil, porém, a questão é mais complexa, e envolve profundas mudanças na educação – o desafio é compreender que o espaço para o trabalho repetitivo tende a desaparecer e, a partir daí, formar cada vez mais profissionais capacitados.
 

Acima de tudo, AI/Service Desk promove a eficiência operacional da empresa digital. Escala, rapidez, respostas precisas e que resolvam de fato o problema técnico enfrentado pelo usuário: esses são resultados palpáveis do uso de inteligência artificial no mundo ITSM. O futuro do Service Desk é um mix de pessoas e tecnologias que ajudam a empresa transformada digitalmente a encantar o usuário – o centro do universo no século XXI.
 

André Pedrosa é Country Manager da Econocom Brasil 
 
< Anterior   Próximo >
 
 
fornadas
DIRETOR GERAL DA PIF PAF É HOMENAGEADO PELA ASSOCIAÇÃO GOIANA DE AVICULTURA
LINK COMUNICAÇÃO - 16/01/2018

Recentemente, a Associação Goiana de Avicultura (AGA) realizou o 45º Jantar Anual da entidade. Na oportunidade, algumas personalidades do setor receberam honrarias por suas atuações de destaque no cenário da avicultura. Entre eles, o diretor geral da Pif Paf Alimentos, Ronaldo Miller, foi um dos executivos evidenciados. Miller esteve no evento em Goiânia e recebeu a honraria das mãos do presidente da AGA, Cláudio Almeida Faria.
 
EXPOSIÇÕES "MAR, MISTÉRIOS E AVENTURAS" E INSTITUTO HAHAHA
LINK COMUNICAÇÃO - 16/01/2018

O fundo do mar sempre foi objeto de fascínio para crianças e adultos. Afinal, quem nunca quis mergulhar e desbravar os mistérios do oceano? Que tal conhecer um pouco mais das maravilhas aquáticas sem precisar se molhar?
 
PULA-PULA GIGANTE É MAIS UMA ATRAÇÃO QUE O BH SHOPPING OFERECE NAS FÉRIAS DE VERÃO
LINK COMUNICAÇÃO - 16/01/2018

Um dos brinquedos mais amados pelas crianças chega em versão gigante no BH Shopping a partir do dia 17 de janeiro. Com 16m de comprimento, 9,8m de largura e 4,30m de altura, o pula-pula Floresta Encantada oferece um passeio divertido pela savana africana com atividades interativas, como escorregadores e trilhas.
 
MAIS DE UM TERÇO DOS BELO-HORIZONTINOS COMPRA POR IMPULSO, REVELA PESQUISA DA FECOMÉRCIO MG
LINK COMUNICAÇÃO - 16/01/2018

O percentual de consumidores de Belo Horizonte que faz planejamento financeiro subiu de 68,5%, em junho de 2017, para 69,6%, em dezembro, de acordo com a Pesquisa de Orçamento Doméstico, elaborada pela Fecomércio MG. O índice também ficou acima dos 62,2% apurados no mesmo mês de 2016. No entanto, apenas 25,8% conseguem seguir rigorosamente o que foi proposto. Além disso, mais de um terço das famílias (34,4%) não resiste aos atrativos das lojas e realiza compras por impulso.
 
CURSOS DE FÉRIAS HAPPY CODE BY AUTHENTICGAMES
INTERFACE COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL - 16/01/2018

A Happy Code by AuthenticGames, escola de tecnologia e inovação, voltada para crianças e adolescentes de 5 a 17 anos, abriu inscrições para os cursos exclusivos de férias de 8 de janeiro a 2 de fevereiro de 2018. Localizada na 
avenida Professor Mário Werneck, 1550, no Buritis, em Belo Horizonte, a escola aplica a metodologia de ensino baseada no conceito global Steam (Science, Technology, Engineering, Arts and Math), que une o conteúdo de disciplinas fundamentais, formando alunos mais preparados e capacitados para os desafios do cotidiano.
 
SIMONE ENCONTRA IVAN LINS:ETERNO RECOMEÇO
BENEDITA COMUNICAÇÃO - 16/01/2018

Em 2018 a 
TIME FOR FUN continuará promovendo sua série de Encontros, que começaram no ano passado com Paulinho da Viola e Marisa Monte. Dessa vez, o show que viajará pelo país será Simone encontra Ivan Lins. Eles passarão por São Paulodia 17 de março, no Citibank Halldia 24 de março, em Belo Horizonte, no Km de Vantagens Hall BH; e por fim no Rio de Janeirodia 07 de abril, no Km de Vantagens Hall RJ.
 
CARNAVAL KIDS MUDA O NOME PARA FOLIA KIDS
GRUPO BALO DE COMUNICAÇÃO - 16/01/2018

Nenety Eventos e o Grupo Armind, em parceria com o Estádio Mineirão, anunciaram a mudança do nome do evento Carnaval Kids para Folia Kids. O objetivo é fazer com que o público entenda que é a primeira edição da festa e que não existe nenhum vínculo com a iniciativa realizada por outra empresa em 2017.  
 
O CLIMA DE CARNAVAL CONTAGIARÁ O MINEIRÃO NESTE ANO
GRUPO BALO DE COMUNICAÇÃO - 16/01/2018

O Mineirão está com uma programação diversificada durante o carnaval. Na programação, as festas atendem desde as crianças até os jovens que curtem funk e eletrônico. Serão três grandes eventos que vão desde o eletrônico, passando pelo funk pop, até às brincadeiras de criança. Pois a 
Magic Island, o Bloco da Pan e a Folia Kids estão confirmados para fazer a alegria dos mineiros no Gigante da Pampulha.
 
CARNAVAIS DE BH E SP REALIZAM INTERCÂMBIO NO PRÓXIMO SÁBADO
GRUPO BALO DE COMUNICAÇÃO - 16/01/2018

O Bloco Baianas Ozadas, considerado o maior de BH, convida o diretor do maior bloco de rua do carnaval de São Paulo para a próxima edição do Ensaio Ozadia de Verão. Simoninha, que está à frente do bloco Acadêmicos do Baixo Augusta, confirmou sua presença no Ensaio Ozadia de Versão. No 
dia 20 de janeiro, próximo sábado, a partir das 14h, a Vila Albertinni (Rua Cristal, 137 - Santa Teresa, Belo Horizonte) abre as portas para receber o público numa grande festa que contará também com o bloco Volta Belchior.
 
SHOPPING CONTAGEM RECEBE COM EXCLUSIVIDADE O CIRCUITO “MICKEY AVENTURA SOBRE RODAS” DA DISNEY
REDE COMUNICAÇÃO DE RESULTADO - 05/02/2018

As crianças e famílias já têm compromisso marcado nessas férias no Shopping Contagem. A partir do dia 13 de janeiro, o 
mall recebe com exclusividade o circuito “Mickey Aventuras sobre Rodas”, inspirado na série de mesmo nome do canal Disney Junior. A atração, destinada a crianças com idades entre 4 e 12 anos, reúne uma série de atividades que estimulam a criatividade, a socialização e o desenvolvimento motor de uma forma superdivertida.
 
 
 
 
 
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
 
© 2018 PQN - O Portal da Comunicação
Enviar Whatsapp Enviar Email Praça Raul Soares, 8 Sl 1201 - Centro - CEP 30180-030 - Belo Horizonte - MG - Tel.: 31 2127 4651
Design : StudentsDesign.de PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
 
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação