PQN - O Portal da Comunicação
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
PQN - O Portal da Comunicação
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
 

Login

 
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
 
Outra Visão
 
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
 

Galeria PQN

Galeria2
 
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
 
 
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
 
Converso
 
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
 
 
 
 
 
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
 
BELO HORIZONTE CELEBRA VIDA E OBRA DA ESCRITORA HILDA HILST PDF Imprimir E-mail
PERSONAL PRESS   
30-Nov-2017
PERSONAL PRESS - 30/11/2017

Em 2017, o “Círculo Hilda Hilst” comemora 15 anos de sua primeira edição, ao resgatar a memória do evento e acolher novos artistas, numa programação diversa e gratuita, em diversos espaços, com exposição, leituras, mostra audiovisual, show, teatro, performances, cabaré, deriva poética e seminário. A autora, morta em 2004, tem sido cada vez mais aclamada, lida e difundida no Brasil e no exterior. 


O evento será realizado entre 7 e 9 de dezembro de 2017, e tem como princípio a difusão da escritora e sua obra, por meio da gratuidade das atividades como forma de acessibilidade do público. Com curadoria de Juarez Guimarães Dias, Janine Avelar e Gabriel Castro Cavalcante, a iniciativa conta com o apoio do Instituto Hilda Hilst, mantenedor da memória e dos direitos da autora, e participação de artistas e pesquisadores de Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Dourados.  A realização do Círculo Hilda Hilst é colaborativa, e a programação, gratuita.
 

Durante três dias, em cinco espaços culturais da cidade, uma equipe de 32 artistas e produtores se unem para realizar o Círculo de Atividades Integradas Hilda Hilst, uma grande exposição da vida e obra da escritora, na época pouquíssimo publicada e praticamente desconhecida dos leitores mineiros. Os produtores também foram responsáveis pela primeira montagem de “A Possessa (A Empresa)” dramaturgia de Hilda escrita em 1968 e encenada por Juarez Guimarães Dias em 2003.
 

O Círculo (de Atividades Integradas) Hilda Hilst foi criado em Belo Horizonte em 2002 por três artistas-produtores e admiradores da escritora, Juarez Guimarães Dias, Janine Avelar e Cris Gil que na época estavam à frente da Cia. de Outros Atores (atualmente extinta).
 

HILDA HILST
 
Hilda Hilst (1930-2004) foi uma poeta, ficcionista, cronista e dramaturga brasileira. É considerada pela crítica especializada como uma das maiores escritoras em língua portuguesa do século XX, tendo escrito por quase cinquenta anos. Mudou-se em 1966 para a Casa do Sol, chácara construída na fazenda de sua mãe, onde passou a viver com o escultor Dante Casarini, inúmeros cães e amigos, e onde escreveu a maior parte de sua obra.
 

Hilda Hilst foi agraciada com os mais importantes prêmios literários do Brasil. Em 1962, o Prêmio PEN Clube de São Paulo, por Sete Cantos do Poeta para o Anjo. Em 1969, a peça O Verdugo arrebatou o Prêmio Anchieta. A Associação Paulista de Críticos de Arte (Prêmio APCA) considerou Ficções (Edições Quíron, 1977) o melhor livro do ano. Em 1981, Hilda Hilst recebeu o Grande Prêmio da Crítica para o Conjunto da Obra, pela mesma Associação. Em 1984, a Câmara Brasileira do Livro concedeu o Prêmio Jabuti a Cantares de Perda e Predileção e, no ano seguinte, a mesma obra recebeu o Prêmio Cassiano Ricardo (Clube de Poesia de São Paulo). Rútilo Nada levou o Prêmio Jabuti como melhor conto. E, finalmente, em 2002, foi premiada na 47ª edição do Prêmio Moinho Santista na categoria Poesia.
 

Após o falecimento da autora em 2004, a Casa do Sol tornou-se sede do Instituto Hilda Hilst, herdado e mantido por sua família eletiva, os amigos José Luís Mora Fuentes (falecido em 2009), sua companheira Olga Bilenky e Daniel Bilenky Mora Fuentes, filho do casal. O Instituto Hilda Hilst tem como missão disseminar a obra e a memória de Hilda Hilst e preservar a Casa do Sol, onde a escritora deixou um rico acervo, tanto na estrutura física, como no espírito de servir de porto seguro para a produção cultural inovadora e democrática. Fundado em 2005 pelo escritor José Luís Mora Fuentes e tendo como Presidente atual Daniel Fuentes, o IHH procura se consagrar como centro produtor e difusor de cultura, sobretudo na cidade de Campinas (SP), onde está sediado. A obra de Hilda Hilst e a Casa do Sol são fontes inesgotáveis para a criação de novos produtos culturais e, por isso, o IHH busca sempre estabelecer parcerias que ampliem seu poder de realização. Das atividades realizadas pelo IHH estão visitas à Casa do Sol, Programa de Residências de pesquisa e criação artística e intelectual, Banco de Teses, Projeto Memória Oral, além da difusão da obra da autora.
 

PROGRAMAÇÃO
7 a 9 de dezembro de 2017 – Belo Horizonte
Memorial Minas Gerais Vale, MIS Cine Santa Tereza, Espaço 171, Brasil 41 e Centro
Programação gratuita
 
07/12, quinta-feira
Memorial Minas Gerais Vale
19h - Abertura da Mostra de Vídeos “Memória Oral do Instituto Hilda Hilst” (Sala do Espetáculo Mineiro) - Até domingo 10/12
19h30 - Cerimônia de Abertura (Auditório)
Leitura “O Unicórnio”. Texto: Hilda Hilst | Dramaturgia: Juarez Guimarães Dias | Elenco: Andréia Quaresma, Anita Mosca, Carolina Demétrio, Christiane Antuña, Dayse Belico e Rejane Faria | Direção: Samira Ávila.
 
08/12, sexta-feira
Memorial Minas Gerais Vale
10h30 - Seminário “Fico besta quando me entendem”: Apresentação de pesquisas sobre a obra de Hilda Hilst com mediação da Prof. Lucia Castello Branco (FALE/ UFMG).
Centro de Belo Horizonte - Rua da Bahia c/ Rua Goiás
16h - Deriva poética “Tu não te moves de ti”: Roteiro e direção de Gabriel Castro Cavalcante. Confirme presença até às 12h pelo Whatsapp: (31) 97547-0317.
Brasil 41
18h30 - Show “O poema é música” de Luiz Rocha.
 
09/12, sábado
MIS Cine Santa Tereza
16h30 - Mostra “Hilda Hilst nas Telas” (Cinema): Trailer “Hilda Hilst pede contato” de Gabriela Grebb, Trailer de “Unicórnio”, Documentário “Hilda Humana Hilst”, Curta de animação “Vênus - Filó: a fadinha lésbica” de Sávio Leite.
17h30 - Bate-papo com Sávio Leite sobre a animação “Vênus - Filó: a fadinha lésbica” (Sala Multiuso)
18h - Palavras Chá “Cascos & Carícias” (Sala Multiuso): Leituras performativas em voz alta de crônicas de Hilda Hilst publicadas nos anos 1990 no Jornal Correio Popular de Campinas.
Espaço171
21h - Espetáculo “O caderno rosa de Lori Lamby” com Glauce Guima e Direção de Ana Hadad.
22h - Varejão Edição Especial “Hilda Hilst: (informe-se)”
Abertura: Performance Poética “Poemas os homens do nosso tempo” com Marcelo Castro
Festa de encerramento
 
SINOPSE E FICHA TÉCNICA DAS ATIVIDADES
 
EXPOSIÇÃO DIGITAL “MEMÓRIA ORAL DO INSTITUTO HILDA HILST”
A exposição reúne uma série de vídeos produzidos pelo Instituto Hilda Hilst para o Projeto Sala de Memória, em que diversos entrevistados recontam histórias de Hilda Hilst e da Casa do Sol.
Entrevistados: Olga Bilenky, Daniel Fuentes, Gutemberg Medeiros, Shirley Stefanowski, Malu Furia, Leusa Araújo, Leandro Esteves e Renata Caldana.
Duração: 25`
 
LEITURA “O UNICÓRNIO”
Um alter-ego da escritora conversa com uma interlocutora (ou seria consigo mesma?) sobre a história de dois irmãos com quem teve uma grande desavença na tentativa de retomar seu processo de escrita, interrompido pela desilusão. Enquanto recobra os acontecimentos, o próprio ato de narrar torna-se foco do texto, ao revelar a incapacidade que a linguagem tem de expressar o pensamento, sensações e impressões desses personagens.
Texto: Hilda Hilst
Adaptação: Juarez Guimarães Dias
Elenco: Andréia Quaresma, Anita Mosca, Carolina Demétrio, Christiane Antuña, Dayse Belico e Rejane Faria
Direção: Samira Ávila
Duração: 60 minutos
 
SEMINÁRIO “FICO BESTA QUANDO ME ENTENDEM”
Hilda Hilst não escondia a satisfação de ver sua obra sendo pesquisada e estudada. Seu maior desejo era que alguma delas pudesse lhe render o Prêmio Nobel, o que não se realizou. Entretanto, cada vez mais sua obra complexa, polêmica e fascinante têm atraído inúmeros interessados, entre leitores e intelectuais, na tentativa de melhor compreensão de seu trabalho desenvolvido ao longo de cinco décadas. Este encontro propõe apresentação de trabalhos e trocas entre pesquisadores da obra de Hilda Hilst.
Mediação: Prof. Dra. Lucia Castello Branco (FALE/ UFMG).
Participantes:
Arethuza Iemini de Pádua: "Esquadrão Geriátrico de Extermínio - reverberações da cena ao solo"
Bruna Kalil Othero: "Têm língua e têm dedo": o leitor violentado em O Caderno Rosa de Lori Lamby, de Hilda Hilst
Dheyne de Souza: As paredes do indizível: em torno de “Fluxo”, de Hilda Hilst
Eder Rodrigues: Pornocracia: crônicas para atentar os pudores e os bons costumes
Juarez Guimarães Dias: A casa-corpo de Hilda Hilst: relações entre escrita e espaço de morada em “A Casa da Senhora H”
Sílvia Michelle de Avelar Bastos Barbosa: “Esta casa breve de matéria”: a escrita do corpo na poesia de Hilda Hilst
 
DERIVA POÉTICA “TU NÃO TE MOVES DE TI”
Hilda Hilst e Carlos Drummond de Andrade foram apresentados um ao outro por Lygia Fagundes Telles e mantiveram uma correspondência espaçada, ao longo de mais de 30 anos, entre os anos de 1950 e 1980. Pensando nesse vínculo e nos apropriando de parte desse material e da obra poética da escritora, a proposta da “Deriva Poética” é convidar o público para uma caminhada pelo centro da cidade, num percurso delimitado, ouvindo poemas gravados na voz de sua autora. Os participantes vão conhecer possíveis lugares onde pudesse se dar um encontro entre os escritores. A deriva parte da Rua da Bahia, esquina com Rua Goiás na estátua de Drummond com Pedro Nava, e segue pela Avenida João Pinheiro, encerrando-se no Memorial Minas Gerais Vale na Praça da Liberdade.
Roteiro e Direção: Gabriel Castro Cavalcante
Inscrições: até às 12h do dia 08/12 pelo whatsapp (31) 97547-0317.
Recomendações: os participantes devem ter smartphone com acesso via bluetooth e fones de ouvido.
 
 
SHOW “O POEMA É MÚSICA”
O multiartista Luiz Rocha interpreta canções compostas com poemas de Hilda Hilst. Entre os compositores estão o próprio músico, Adoniran Barbosa, Zeca Baleiro e o maestro José Antônio de Almeida Prado.
 
MOSTRA “HILDA HILST NAS TELAS”
Trailer “Hilda Hilst pede contato”. Dir.: Gabriela Greeb - 2’45” (Em finalização)
Hilda, falecida em 2004, volta para sua casa e convida amigos, intelectuais, poetas e pensadores para um encontro cujo objetivo é estabelecer contato entre vivos e mortos, passado e presente, realidade e ficção, material e imaterial. Hilda é representada por uma atriz mas sua voz é original, extraída de registros sonoros do acervo inédito de suas experiências de contato com pessoas já falecidas.
Com Luciana Domschke no papel de Hilda Hilst
Roteiro e direção: Gabriela Greeb
Direção de fotografia: Rui Poças
Direção de arte: Renata Siqueira Bueno
Edição: Karen Harley
Edição de som: Vasco Pimentel
Produção: HOMEMADEFILMS
 
Trailer “O Unicórnio”. Dir.: Eduardo Nunes -  2’57” (2017)
Maria, uma menina, está sentada num banco ao lado de seu pai. A conversa que eles têm ali conduz a narrativa do filme: acompanhamos a história na rústica casa de campo, onde ela mora com a mãe e onde as duas aguardam a volta deste mesmo pai. A relação entre Maria e a sua mãe muda com a chegada de um outro homem. O longa-metragem estreou em 2017 no Festival do Rio.
Direção e Roteiro: Eduardo Nunes
Produção: Izabella Faya e Fernanda Reznik
Direção de Fotografia: Mauro Pinheiro Jr., abc
Montagem: Flávio Zettel
Música: Zé Nogueira
Empresa Produtora: 3 Tabela Filmes Produções Artísticas
Empresa CoProdutora: Canal Brasil
 
Documentário “Hilda Humana Hilst”. Dir.:  Instituto de Artes - Unicamp - 52’ (2002)
Produzido por alunos da disciplina "A Mensagem Videográfica - problematização e realização", ministrada pelo professor Paulo Bastos Martins, do Departamento de Multimeios do Instituto de Artes da UNICAMP, o documentário é um dos mais completos sobre Hilda Hilst, realizado com ela ainda em vida.
Coordenação geral: Paulo Bastos Martins
Equipe   de   produção: Áurea Regina de Sá; Bernadetth Maria Pereira; Carlos Alberto Ferreira Tenreiro; Dionísio dos Santos Jr.; Erika Blaudt; Fabiano Silvestre; Giovanna Boni; Helenita Sommerhalder; João Batista Melo; Leonardo Rossi Lazzari
Imagens:  Celso   Palermo e Roberto Roldan
Edição: Roberto Roldan
Coordenação de edição: Bernadetth Maria Pereira, Giovanna Boni, Helenita Sommerhalder.
 
Curta-metragem “Vênus – Filó a fadinha Lésbica” – Dir.: Sávio Leite – 6´ (2017)
Da espuma do mar, fecundada pelo sangue do céu, nasceu Vênus, deusa encantadora. No conto de fadas animado Filó, uma fadinha lésbica com dedos ágeis, seduz as mulheres de dia, vestido como menino. Mas à noite algo estranho acontece e logo metade da população da Vila do Troço está ansiosamente em fila.
Texto: Filó, a fadinha lésbica – Hilda Hilst
Animação, cenário e direção de arte, design de abertura e créditos: Denis Leroy
Roteiro: César Maurício e Sávio Leite
Narração: Helena Ignez
Desenho sonoro: Fabiano Fonseca e Sérgio Scliar
Mixagem: O Grivo
 
PALAVRAS CHÁ “CASCOS & CARÍCIAS”
O projeto Palavras Chá propõe o encontro para performances de leitura em voz alta de textos literários, inaugurado com a edição de “Cascos & Carícias” de Hilda Hilst. Publicadas originalmente no jornal Correio Popular de Campinas, as crônicas reunidas no livro revelam uma outra faceta da escritora ao demonstrar como cronista a mesma insidiosa habilidade para prender a atenção do leitor, oferecendo comentários da cena política recente, protestos de toda sorte contra as formas contemporâneas da retificação, digressões sobre a velhice, a religião, o suicídio, além de poemas e pequenos contos.
Organização: Gabriel Castro Cavalcante
Duração: 60 minutos
 
ESPETÁCULO “O CADERNO ROSA DE LORI LAMBY”
O pai de Lori, uma menina de oito anos, é um escritor à beira da falência e escreve, a contragosto, um livro de pornografias para atender a um pedido de seu editor. Muito criativa, Lori Lamby decide também escrever no seu caderno rosa histórias picantes para assim ajudar o pai a publicar o livro e ganhar dinheiro. Nesta adaptação, Lori se alterna nos papeis do pai, da mãe e de um editor inescrupuloso, numa narrativa que mistura humor, erotismo e drama familiar.
A montagem, criada para o Círculo de Atividades Integradas Hilda Hilst em 2002, está comemorando 15 anos em repertório, tendo se apresentado na Casa do Sol e em festivais no Rio de Janeiro, Dourados e Buenos Aires.
Texto: Hilda Hilst
Adaptação e Direção: Ana Hadad
Atuação: Glauce Guima
Cenário: Ana Hadad e Glauce Guima
Iluminação: Gil Esper
Figurinos: Glauce Guima
Composição e arregimentação da trilha sonora: André Rocha
Clarinete: Wagno Gomes
Gravação das composições originais: Pedro Durães
Classificação: 16 anos
Duração: 50 minutos
 
VAREJÃO EDIÇÃO ESPECIAL “HILDA HILST (INFORME-SE)”
Performances inspiradas na vida e obra de Hilda Hilst se apresentam neste Absurdo Cabaré com intuitos desbundados de mera subversão exuberante. O poeta é a vedete é a chacrete é a mãe das artes e das armas em geral! Em tempos de pau pedra e fim do caminho ou o que será que será ou nem tranquilo nem favorável, mas eu vou tocar meu tamborzinho, no fim a tristeza é amiga o que da onça e a gente enfrenta os leões!
Mestres de Cerimônias: Marina Viana e Guilherme Morais
Abertura: “Poemas aos homens do nosso tempo” com Marcelo Castro
 
 
FICHA TÉCNICA DO “CÍRCULO HILDA HILST - 15 ANOS”
Curadoria e Programação: Juarez Guimarães Dias, Janine Avelar e Gabriel Castro Cavalcante
Direção de Produção: Janine Avelar
Produção Executiva: Luciana Veloso
Produção Artística: Gabriel Castro Cavalcanti
Elenco: Ana Hadad, Andréia Quaresma, Anita Mosca, Carolina Demétrio, Christiane Antuña, Dayse Belico, Gabriel Castro Cavalcante, Glauce Guima, Guilherme Morais, Luiz Rocha, Marcelo Castro, Marina Viana, Rejane Faria, Sávio Leite e Thaís Garayp.
Pesquisadores: Arethuza Iemini de Pádua, Bruna Kalil Othero, Dheyne de Souza, Eder Rodrigues, Juarez Guimarães Dias, Lucia Castello Branco e Sílvia Michelle de Avelar Bastos Barbosa. 
Colaboração: Cris Gil, Daniel Fuentes, Olga Bilenky e Thiago Maia
Assessoria de Imprensa: Personal Press
Direção de Comunicação: Juarez Guimarães Dias
Redes Sociais e Registro Fotográfico: Djavan Henrique
Parceria: Instituto Hilda Hilst
 
SERVIÇO
Círculo Hilda Hilst - 15 anos | 2ª edição
7 a 9 de dezembro de 2017 | Belo Horizonte
 
Espaços:
Memorial Minas Gerais Vale: Praça da Liberdade, 640, Funcionários – BH/MG
MIS Santa Tereza: R. Estrela do Sul, 89, Santa Tereza – BH/MG
Espaço 171: R. Capitão Bragança, 35, Santa Tereza – BH/MG
Brasil 41: Av. Brasil, 41, Santa Efigênia – BH/MG
Centro: Rua da Bahia c/ Rua Goiás, Centro – BH/MG
 
Facebook: acasadasenhorah
 
 
 
Informações para imprensa:
Personal Press
Polliane Eliziário-  Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email  - (31) 99788-3029
Raquel Braga – Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email – (31) 99548-9158

 

 

 
< Anterior   Próximo >
 
 
 
 
Prefácio
Pessoa
 
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
 
© 2017 PQN - O Portal da Comunicação
Enviar Whatsapp Enviar Email Praça Raul Soares, 8 Sl 1201 - Centro - CEP 30180-030 - Belo Horizonte - MG - Tel.: 31 2127 4651
Design : StudentsDesign.de PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação
 
PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação PQN - O Portal da Comunicação