TV Brasil apresenta a série documental "O Milagre do Corpo" a partir deste domingo (13/8)
DA REDAÇÃO   
11-Ago-2017
Na semana que marca a despedida das pistas do velocista jamaicano Usain Bolt, a TV Brasil apresenta a série "O Milagre do Corpo". Em três episódios de 50 minutos, que vão ao ar semanalmente a partir deste domingo (13), às 22h, logo após o programa esportivo No Mundo da Bola, a coprodução realizada com a TV pública japonesa NHK analisa as técnicas e a performance dos melhores atletas do mundo.

 

A série utiliza filmagens com tecnologia de última geração para explorar os segredos do corpo humano. Atletas de alto rendimento, campeões olímpicos e mundiais, participam da atração para mostrar como superam seus próprios limites e melhoram o desempenho nas pistas.

 

Usain Bolt na série O Milagre do Corpo

O destaque é o episódio de estreia com o astro jamaicano Usain Bolt, lenda viva e maior velocista da história. O multicampeão olímpico e mundial deixa as pistas após o Mundial de Atletismo de Londres neste final de semana.

 


As outras duas edições do programa abordam a trajetória dos corredores africanos Haile Gebrselassie e Patrick Makau e os treinos do ginasta japonês Kohei Uchimura.

 

 


Usain Bolt brilha no primeiro episódio da coprodução

 

Usain Bolt comemora vitória nos Jogoos Rio-2016. Crédito: Fernando Frazão /  Agência Brasil

O homem mais rápido do planeta abre a série O Milagre do Corpo neste domingo (13), às 22h, na TV Brasil. O jamaicano Usain Bolt é o maior velocista de todos os tempos e alcançou uma marca impressionante nos Jogos Olímpicos Rio 2016 ao vencer as provas de 100m, 200m e revezamento 4x100m. Ele fez história ao se tornar o primeiro tricampeão olímpico consecutivo nas três modalidades, após as conquistas em Pequim-2008 e Londres-2012.

 


A extensa análise científica do físico e das técnicas de Usain Bolt foram gravadas com as câmeras e computadores mais modernos instalados numa pista coberta. O velocista concordou em passar um dia inteiro submetendo seu corpo e seus movimentos aos estudos.

 


Os equipamentos sondaram precisamente os movimentos do esqueleto e a atividade muscular do relâmpago jamaicano imperceptíveis a olho nu. Com alta tecnologia, os computadores recriaram as mecânicas de desempenho do astro.

 


A maneira como Bolt corre, movendo os ombros para cima e para baixo, é incomum. O atleta superou uma característica física que poderia ter interrompido sua carreira no atletismo.

 

Usain Bolt na série O Milagre do Corpo

"Pode ser o motivo que me faz ser tão rápido. Para mim, quando você tem uma desvantagem, não significa que você está impedido de fazer o que quer, você apenas tem de encontrar uma forma de fazer isso", explica o corredor.

 


A série traz uma entrevista com o Dr. Gert-Peter Brüggemann, da Universidade de Esportes de Colônia, na Alemanha.

 


"Este não é o modelo comum de corrida rápida. Parece calmo à primeira vista, mas quando vemos através de filmagens de alta sensibilidade, observamos movimentos muito ativos e rápidos. Sua corrida não é como o modelo de corrida que temos nos livros", destaca.


 

Na gravação para a série O Milagre do Corpo, Bolt salienta a importância da concentração e conta o segredo de sua performance.

 


"Para mim, consistência é a chave. Eu posso ter um bom dia hoje, um ruim amanhã, um bom hoje. Limpo minha mente e não me preocupo com a corrida, até a hora de ir", afirma.